Tríada - Evolua em todos os sentidos | Corpo - Mente - Alma

Página Inicial » Bem-estar e saúde » Autoajuda Por uma vida mais si...

Por uma vida mais simples (e rica)

Publicado por Redação em 27/09/2010 às 17h38

Acompanhe o sofisticado pensamento do filósofo e psicólogo Thomas Moore e veja como a simplicidade pode abrir o caminho para uma vida mais rica

Texto • Redação

“Viva de maneira simples, mas seja complicado”. Com essa frase, o professor de filosofia, teologia e psiciologia Thomas Moore apresenta sua reflexão sobre a simplicidade, publicada no livro O self orginal – meditações (Verus Editora). Para ele, o segredo para encontrar seu verdadeiro “eu interior” e passar a viver com mais equilíbrio é reduzir ao máximo as necessidades e preocupações exteriores e, ao mesmo tempo, incrementar e enriquecer os valores interiores.  A tarefa não é das mais fáceis, mas, como afirma o autor, os resultados são compensadores. Vale a pena experimentar.
 

“Simplificar a vida é um caminho para a atenção, mas a simplicidade pode ser muito facilmente sentimentalizada. Inspirada por esse tipo de filosofia, uma pessoa pode construir uma cabana numa floresta e ainda assim achar que lá a vida não é tão simples. Simplicidade de alma não é necessariamente o mesmo que simplicidade de vida e, com toda a certeza, não é o mesmo que simplicidade de caráter e de personalidade. Quando Henry Davis Thoreau simplificou sua vida em Walden Pond, como mostram seus escritos dessa época, sua vida interior se tornou mais complicada. Como disse Emerson na elegia para seu amigo, emocionalmente ele não foi um homem simples: “Havia algo de militar em sua natureza, não se deixava dominar, sempre másculo e capaz, raramente terno, como se não se sentisse a si mesmo a menos que estivesse num confronto”.

Simplificar as exterioridades nos permite cultivar uma vida interior e exterior mais rica. Uma vida desordenada pode nos manter ocupados, mas estarmos ocupados não quer dizer que estamos plenamente engajados naquilo que estamos fazendo. Em geral, bem ao contrário, sentimo-nos ocupados porque estamos neuroticamente ativos com coisas que a longo prazo não têm grande relevância. Pouco proveito traz conseguir sucesso numa tarefa que exige sessenta horas de trabalho por semana, enquanto se negligenciam prazeres simples da vida familiar. Uma pessoa complicada pode simplificar vida e, nessa simplicidade, encontrar uma refinada articulação de valores. Uma vida complicada em geral provoca o contrário: mostra até que ponto a pessoa se perde nos negócios do mundo.

Por vezes conseguimos alcançar uma melhora significativa em nossa vida diária realizando uma cuidadosa extirpação cirúrgica entre nossos compromissos diários. Para muitos, desligar o televisor pode ser um ato de simplificação que leva a resultados mágicos. Para mim, permanecer em casa produz resultados fantásticos, ao passo que a sabedoria do mundo recomenda viajar. Deixar de comprar alguma coisa, deixar de ir a algum lugar, não ficar na expectativa de algo… cada uma dessas coisas pode ser uma aplicação efetiva da regra da simplicidade.

Viver junto à natureza ajuda a simplificar, porque a própria natureza, embora complexa, nos mantém em sintonia com ritmos básicos e com prazeres que nunca mudam e que geram enraizamento. Quando nossa família se mudou para perto de uma fazenda, descobrimos a simplicidade no alimento que comíamos e em novas fontes para o nosso entretenimento e prazer. Aprender a andar a cavalo é um processo complicado, mas cavalgar é um prazer simples que proporciona satisfação duradoura.Como diz Thoureau, nossas frutas locais podem nos educar e nos mostrar como viver. Vivendo junto ao nosso mundo natural, em sintonia com suas estações e suas peculiaridades, encontramos a simplicidade de vida. Vivemos num lugar real que é nosso e ao qual pertencemos.

Certas diversificações exóticas são enriquecedoras – um restaurante italiano, uma mercearia asiática, uma loja de roupas africanas –, mas isso exige uma base de vida determinada pelas características de nossa paisagem, de nossos animais e pássaros, de nossas árvores e plantas. Vivendo com simplicidade onde estamos, mantemo-nos fisicamente saudáveis e encontramos segurança emocional.”
 

 

O SELF ORIGINAL meditações
Thomas Moore
Verus Editora
www.veruseditora.com.br

 

 
Recomendar Comentar Enviar por email Compartilhar Imprimir
COMPARTILHE NA REDE
ENVIAR POR EMAIL
Matérias relacionadas
Deixe seu comentário




  • + Da Semana
  • + Do Mês
  • + Comentadas
Inscreva-se em nossa Newsletter e receba em seu email nossas atualizações.

Twitter

Acompanhe-nos no twitter e fique por dentro das notícias em tempo real!
Siga-nos »
ACOMPANHE-NOS TWITTER ORKUT RSS NEWSLETTER