Tríada - Evolua em todos os sentidos | Corpo - Mente - Alma

Página Inicial » Bem-estar e saúde » Terapias Você e seu cérebro d...

Você e seu cérebro de bom humor

Publicado por Redação em 05/08/2010 às 17h18

Mais do que um estado de espírito, o bem-estar é também uma consequência da estimulação adequada do sistema nervoso. Entenda agora como acontece esse processo e anote dicas práticas e cientificamente comprovadas para impulsioná-lo

Texto • Geisa D’avo
 


 

Uns preferem ler, outros viajar, e outros gostam mesmo é de conversar. Seja como for, o fato é que cada um de nós tem suas próprias fontes de prazer. Mas, por mais individuais que sejam nossas preferências, o bem-estar proporcionado por essas atividades é comum a todos nós. Ou seja: se você não vive sem cozinhar, enquanto sua mãe adora assistir televisão, essas diferentes tarefas desencadeiam um mesmo processo químico e biológico no cérebro de ambos e, então, trazem o mesmo tipo de prazer. 

Para entender melhor como isso acontece, basta lembrar das aulas de biologia do colégio. Na escola, aprendemos que no cérebro há um complexo circuito de comunicação formado por cerca de 86 bilhões de neurônios. Estas células ficam separadas por microfendas e, por isso, precisam da ajuda dos neurotransmissores para conectarem-se umas âs outras e reagirem aos estímulos. E cada neurotransmissor produzido e liberado no cérebro desempenha uma função diferente.

Isso significa que, quando você se sente alegre, disposto, tranquilo ou relaxado, alguns neurotransmissores relacionados a essas emoções estão sendo liberados no seu sistema nervoso – principalmente no sistema límbico, uma região  do cérebro que atua como “gerenciadora das emoções”.

Evidentemente, o sistema límbico não é o único responsável pela sensação de bem-estar, como explica Geraldo Possendoro, psiquiatra e professor de Medicina Comportamental da Unifesp. “Se não houver um conjunto de fatores internos e externos capaz de promover a alegria, nenhuma substância produzirá a sensação por si só. Por outro lado, quando esses aspectos resultam num humor mais positivo, podemos inferir que existe, naquela pessoa, uma liberação adequada de alguns neurotransmissores como a serotonina, a dopamina, a endorfina e GABA”.

De acordo com o psiquiatra, quando alguém se sente mais extrovertido num momento de contato social, por exemplo, é provável que uma quantidade adequada de serotonina esteja sendo liberada  em seu cérebro. A sensação de relaxamento, em geral, está associada ao neurotransmissor GABA, enquanto a euforia tem ligação direta com a endorfina. Já a dopamina estará presente nas situações que proporcionam qualquer tipo de prazer.

Agora que você já entendeu melhor como funcionam os neurotransmissores do bem-estar, que tal descobrir o que fazer para liberá-los constantemente? Conheça, a seguir, algumas formas de ativar essas substâncias e deixar o seu cérebro sempre bem-humorado.



Página 1 de 4
 
Recomendar Comentar Enviar por email Compartilhar Imprimir
COMPARTILHE NA REDE
ENVIAR POR EMAIL
Matérias relacionadas
Deixe seu comentário




  • + Da Semana
  • + Do Mês
  • + Comentadas
Inscreva-se em nossa Newsletter e receba em seu email nossas atualizações.

Twitter

Acompanhe-nos no twitter e fique por dentro das notícias em tempo real!
Siga-nos »
ACOMPANHE-NOS TWITTER ORKUT RSS NEWSLETTER