Tríada - Evolua em todos os sentidos | Corpo - Mente - Alma

Página Inicial » Cultura » Cinema Bang bang: 5 filmes ...

Bang bang: 5 filmes essenciais

Publicado por Redação em 23/12/2010 às 15h47

Saiba mais sobre os faroestes que entraram para a história do cinema mundial e a transformaram

Texto • Redação / Imagens • Divulgação
 

Foi há pouco mais de 100 anos, em 1º de dezembro de 1903, que The great train robbery (O Grande roubo do trem) foi lançado. Produzida pela Edison Company, de Thomas A. Edison, o mesmo que inventou a lâmpada elétrica, a película de 12 minutos contava a saga de dois bandidos que tomam um trem de assalto e acabam mortos no embate final. Esa história, aparentemente sem criatividade nenhuma, foi o estopim para muitas outras. Além disso, foi precursora do estilo que marcaria definitivamente a história do cinema mundial, conhecido como western, faroeste ou simplesmente bang-bang.

Apesar de o gênero, durante anos, não ter sido levado a sério pela crítica, o tempo fez jus a suas qualidades, tanto que hoje muitos deles entraram para a lista de clássicos indispensáveis para qualquer cinéfilo. A seguir, confira uma seleção com alguns dos maiores westerns de todos os tempos e que valem a pena ser vistos e revistos.

 

No tempo das diligências (Stagecoach, 1939, 96 min., em preto e branco)

Dirigido por John Ford e estrelado por John Wayne, Claire Trevor, Andy Devine e John Carradine, entre outros, esse filme inaugurou um estilo de faroeste que foi seguido por muitas outras produções. Aqui estão personagens clássicos do gênero: a prostituta expulsa da cidade, o banqueiro corrupto, o médico bêbado, o jogador, o xerife, o cocheiro, o pistoleiro Ringo Kid (John Wayne), foragido da cadeia que quer vingar a morte de sua família e, para completar, índios apaches. 

 

Matar ou morrer (High noon, 1952, 85 min., em preto e branco)

Em poucas palavras: clássico, grandioso e inovador. O diretor Fred Zinnemann utiliza um recurso cinematográfico raro: narra a história em tempo real. Os relógios marcam 10h40, o trem das 12 horas vem trazendo o assassino Frank Miller e três de seus comparsas o esperam na estação. É o último dia de trabalho do xerife local, Will Kane, justamente o homem que prendeu Miller. Kane vive o dilema: largar de uma vez a estrela da justiça e finalmente viver feliz com sua esposa ou cumprir mais essa última missão? A comunidade local o convence de que esta não é mais uma tarefa dele, mas Will Kane nunca fugiu de seu dever. O filme tem implícito uma crítica severa à apatia da sociedade norte-americana. Com Gary Cooper, Grace Kelly, Thomas Mitchell, Katy Jurado, Ian MacDonald, entre outros.

 

Os brutos também amam (Shane, 1953, 117 minutos, cor)

Um dos mais famosos mitos do western, do aclamado diretor George Stevens, obteve seis indicações ao Oscar e se tornou um grande clássico do cinema americano. Trata-se da história de Shane (Alan Ladd), um experiente e errante pistoleiro que muda radicalmente de estilo e atitude ao conhecer uma pacata família que vive aterrorizada por um fazendeiro e seu pistoleiro de aluguel. Ao decidir defendê-los dessa perigosa dupla, ele se vê em uma batalha decisiva, que coloca em jogo muito mais do que sua própria vida. Repleto de ação e aventura, o filme é considerado um dos mais representativos do gênero.

 

Meu ódio será tua herança (The wild bunch, 1969, 134 min., cor)

“Eu tentei contar uma simples história sobre homens maus em uma época de mudanças. O filme fala o que aconteceu com um grupo de assassinos quando decidiu ir para o México. O estranho é você sentir uma grande sensação de perda quando esses assassinos descobrem o fim da linha” – assim o diretor Sam Peckinpah resume a história brutal desse filme que conta a saga de um fora-da-lei que é coagido a trair seu bando em troca de se ver livre da prisão. No elenco: William Holden, Ernest Borgnine, Robert Ryan, Edmond O’Brien e Warren Oates.

 

Os imperdoáveis (Unforgiven, 1992, 131 min, cor)

Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator Coadjuvante (Gene Hackman) e Melhor Montagem, além de indicações em cinco outras categorias (ator principal, roteiro original, fotografia, direção de arte e som) – dirigido e estrelado por Clint Eastwood, Os imperdoáveis foi a sensação do Oscar e outras premiações cinematográficas no ano de 1993. O filme conta a história de Bill Munny (Clint Eastwood), um pistoleiro aposentado que vivia tranquilo em seu rancho até que é convencido, em troca de mil dólares, a voltar à ativa para acabar com os homens que dilaceraram o rosto de uma prostituta. Além de Eastwood, brilham no elenco Gene Hackman, Morgan Freeman e Richard Harris. Imperdível.

 

Dica: você pode conferir o primeiro filme de faroeste de todos os tempos, The great train robbery (O grande roubo do trem), no site www.wildwestweb.net/great.html
 

 
Recomendar Comentar Enviar por email Compartilhar Imprimir
COMPARTILHE NA REDE
ENVIAR POR EMAIL
Matérias relacionadas
Deixe seu comentário
qzysqhxwhd comentou às 08h47 em 09/09/2013 responder denunciar

[url=http://www.gapube6vv9ut50302u7v73gkp6451k97s.org/]uqzysqhxwhd[/url] qzysqhxwhd http://www.gapube6vv9ut50302u7v73gkp6451k97s.org/ aqzysqhxwhd

Maillot Argentine comentou às 10h28 em 14/11/2012 responder denunciar

Friendly relationship is most likely the Coptis trifolia groenlandica it jewelry the very paper hearts of all the economy. [url=http://www.fr-marque.fr/maillot-equipe-nationale.html/]Maillot Argentine[/url] Maillot Argentine

Denunciar abuso no Site

Você está ajudando o Triada a controlar o conteúdo que está violando as políticas de privacidade do site.
Onde está o abuso que você está denunciando?


Adicione um comentário sobre essa denúncia:



Enviar

Obrigado!




  • + Da Semana
  • + Do Mês
  • + Comentadas
Inscreva-se em nossa Newsletter e receba em seu email nossas atualizações.

Twitter

Acompanhe-nos no twitter e fique por dentro das notícias em tempo real!
Siga-nos »
ACOMPANHE-NOS TWITTER ORKUT RSS NEWSLETTER