Tríada - Evolua em todos os sentidos | Corpo - Mente - Alma

Página Inicial » Cultura » Literatura Profissão: escritor

Profissão: escritor

Publicado por Redação em 23/06/2010 às 12h22

Há quem já nasce com a ideia em mente, quem se mata de estudar para isso, quem faz por hobby, sem grandes expectativas... Para todos os casos, a constatação é uma só: não é lá muito fácil viver de literatura

Texto • Thiago Perin
 


 

Antigamente, o desejo de viver de arte podia ser bastante mal-visto. Um filho chegar dizendo "pai, quero ser músico"? Provavelmente, motivo para uma boa discussão. E "pai, quero ser escritor" não tendia a ser muito melhor. Mas, com o tempo, a cultura popular foi mudando e, hoje, a profissão de escritor já consegue ser bem celebrada dentro de casa e fora dela. Aliás: "profissão de escritor"? Tem algo errado aí. No Brasil, escrever não é uma atividade reconhecida profissionalmente.

Em 2008, o deputado federal Antonio Carlos Pannunzio (PSDB-SP) lançou um projeto de lei que previa a regulamentação do ofício literário. Mas, apesar de ter sido aprovada na Comissão de Educação e Cultura da Câmara, a lei foi rejeitada na Comissão de Trabalho, sob a alegação de que “não existe uma profissão reconhecível de escritor”. E a coisa ficou por isso mesmo.

“Não tenho nenhuma dúvida ao afirmar que ainda somos olhados meio de soslaio pela sociedade brasileira”, disse, na crônica Uma profissão como outra qualquer, o escritor (e jornalista) Mário Prata. "Quando preencho alguma ficha (...) e no item profissão tasco 'escritor', todo mundo me olha meio de lado, provavelmente pensando: mas isso lá é profissão? Pior ainda é quando digo numa rodinha que escrevo, logo alguém pergunta: 'mas, para viver, faz o quê?'", conta, com bom-humor.
 

Indefinição, por definição

Mas por que isso? Talvez, seja um reflexo de não existir um curso universitário específico para escritores, o que faz com que os futuros literatos acabem optando por Letras ou Jornalismo – ambas formações que funcionam como “muletas”, alternativas de trabalho para as épocas em que a produção literária não dá o lucro necessário. Aliás, está aí outra realidade cruel: viver de literatura, financeiramente falando, é bem difícil por aqui.

"Difícil é pouco. É quase inviável", conta o escritor (também jornalista) Sérgio Rodrigues, autor de cinco livros publicados. No caso dele, a solução encontrada foi justamente revezar o jornalismo com a literatura. É uma das alternativas mais comuns. "Mas cada um precisa encontrar sua própria forma de driblar essa tendência ao não-profissionalismo do mercado”, diz o escritor. Outros caminhos próximos, nos quais caem muitos dos escritores em potencial, são as funções de revisor e tradutor.

Sérgio, que é formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), conta que tem uma rotina simples: fica diante do computador o dia inteiro, entre o café da manhã e o jantar. Nesse tempo, procura unir a literatura ao ofício que realmente paga as contas. “O escritor e o jornalista dividem esse tempo, mas, como consegui aproximar o trabalho dos dois (ele escreve, como jornalista, sobre literatura), muitas vezes fica difícil distinguir quem está no comando".
 

 
Recomendar Comentar Enviar por email Compartilhar Imprimir
COMPARTILHE NA REDE
ENVIAR POR EMAIL
Matérias relacionadas
Deixe seu comentário
Gislaine Oliveira comentou às 14h38 em 14/06/2014 responder denunciar

Bem difícil, mas dá para chegar lá. :) blog: Profissão escritor http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

luara comentou às 20h01 em 26/06/2013 responder denunciar

eu vou ser uma crande escritora quado eu termina a facudade de canto!

Voss comentou às 16h04 em 07/07/2012 responder denunciar

No Brasil já existe curso superior voltado para a profissão de escritor. Como nossa lei obriga que, para um projeto profissional ser aprovado, exista um curso superior, em 2004/2005 foi aberto o curso Formação do Escritor, na PUC-Rio, e em 2012 foi aberto o Mestrado e Doutorado em Escrita Criativa na PUCRS. Estes cursos encontram-se como habilitação dentro da faculdade de Letras, o que ocorre também nos EUA e na Europa. Há também muitos cursos livres (oficinas) na área de Escrita Criativa, principalmente em Porto Alegre, Blumenau e Brasília.

Denunciar abuso no Site

Você está ajudando o Triada a controlar o conteúdo que está violando as políticas de privacidade do site.
Onde está o abuso que você está denunciando?


Adicione um comentário sobre essa denúncia:



Enviar

Obrigado!




  • + Da Semana
  • + Do Mês
  • + Comentadas
Inscreva-se em nossa Newsletter e receba em seu email nossas atualizações.

Twitter

Acompanhe-nos no twitter e fique por dentro das notícias em tempo real!
Siga-nos »
ACOMPANHE-NOS TWITTER ORKUT RSS NEWSLETTER