Tríada - Evolua em todos os sentidos | Corpo - Mente - Alma

Página Inicial » Dieta » Reeducação mental O que ajuda (ou não)...

O que ajuda (ou não) a perder peso

Publicado por Redação em 25/10/2010 às 19h06

Você deve comer de três em três horas? É ruim beber durante as refeições? Confira as respostas para essas e outras dúvidas bem comuns sobre alimentação e dieta

Texto • Redação

Coma sem dúvidas
 

Posso abusar de produtos diet e light sem prejudicar a dieta?

Pode até parecer que é assim que funciona, mas não. Os produtos light, por lei, são aqueles que possuem no mínimo 25% de redução de algum ingrediente ou nutriente. Já os produtos diet são aqueles que possuem isenção de um ingrediente ou substância. Assim, não é obrigatório que esses produtos tenham uma redução especificamente calórica, apesar de isso ocorrer em muitas vezes. Alguns alimentos possuem redução calórica significativa e dificilmente prejudicarão a dieta, como gelatina light ou diet, mas outros devem ser consumidos com moderação, como os sorvetes light, por exemplo, que, apesar de menos calóricos que os convencionais, possuem aproximadamente 90 calorias por porção.

 

Alimentar-se de três em três horas auxilia na perda de peso?

Depende. Pode auxiliar na perda de peso quando a quantidade total ingerida no dia não for superior à necessidade calórica. Isto auxilia no controle da fome, reduzindo-a na próxima refeição e mantém o metabolismo sempre ativo. Assim seu organismo não fica preguiçoso e a fome controlada. Deve-se preferir, nos intervalos entre as refeições principais, alimentos de baixo índice glicêmico, ou seja, que não elevam muito a glicemia sanguínea, como leites e derivados ou alimentos ricos em proteínas e fibras.

 

Beber suco de limão ou comer abacaxi em jejum ajuda a queimar gordura?

Não. Nenhum alimento é capaz de queimar ou derreter gordura. Alguns alimentos, como o abacaxi e o mamão podem facilitar a digestão e o suco de limão pode agir como inibidor do apetite, assim como outros alimentos azedos ou apimentados.

 

O que funciona mais para quem quer perder peso: dieta ou exercício?

A melhor resposta é a combinação de uma alimentação equilibrada com a prática regular da atividade física. O controle alimentar é mais eficaz na queima de gordura e o exercício na manutenção da massa magra, que é muito importante para que você mantenha o peso conquistado.

 

Ingerir bastante água ajuda emagrecer?

Quando ingerimos uma quantidade insuficiente de líquidos, é comum sentirmos fome. Isto acontece porque o organismo, na tentativa de retirar dos alimentos os líquidos que necessita, acaba mandando uma mensagem que percebemos de forma equivocada. Caso contrário, se nos saciamos com uma quantidade adequada de água, tendemos a ter menos fome ou ao menos entender melhor os sinais do corpo, com isso, passamos a comer menos e emagrecer. Mas não vale também exagerar na dose, afinal, tudo em excesso faz mal, inclusive, água.

 

Beber durante a refeição engorda?

Os líquidos durante a refeição podem ser ingeridos desde que em pequena quantidade (máximo de 200ml) e devagar, aos golinhos. Grande quantidade de líquidos, ingeridos rapidamente, podem prejudicar a digestão, já que diluem o suco gástrico e muitas vezes faz você mastigar menos do que deveria. Entre água, suco e refrigerante, prefira as duas primeiras opções, e no caso de suco, se possível, natural e sem açúcar.

 

Evitar carboidrato é uma boa maneira de emagrecer?

Os carboidratos são essenciais para uma vida saudável, afinal, são fonte de energia e bem-estar. Entretanto o excesso desse grupo alimentar e o consumo exagerado das formas refinadas (pão branco, arroz, doces etc.) pode contribuir para o ganho de peso. O ideal para a saúde é que a alimentação tenha de 5 a 9 porções de carboidratos por dia, de preferência, aqueles ricos em fibras e integrais. As pessoas que estão querendo emagrecer podem consumir 5 ou 6 porções diariamente. Uma porção equivale a 1 fatia de pão integral ou 4 colheres de sopa de arroz integral, 1 xícara de macarrão, 1 batata etc.

 

Depois das 18h não se deve comer carboidrato. Por quê?

Não é tanto uma questão de horário, mas evitar comer carboidratos em excesso próximo à hora de dormir pode ajudar no controle do peso. Isso acontece porque a digestão deste tipo de alimento é mais lenta, dura aproximadamente quatro horas. Assim, quando jantamos às 20h, e deitamos às 22 horas, não terminamos a digestão. E quando dormimos nosso metabolismo fica mais lento e tem mais facilidade em transformar esses alimentos não bem digeridos em gorduras.

 

Os produtos integrais são mais calóricos, mas mais saudáveis. Se eu quero emagrecer, qual a escolha devo fazer?

Geralmente, quando pensamos em fazer uma dieta entramos nesse dilema: devo comer poucas calorias ou comer com mais qualidade? As duas coisas são diferentes mesmo, afinal, você pode perder peso comendo alimentos não tão saudáveis, e pode engordar comendo alimentos saudáveis. Mas quem quer emagrecer sem comprometer a saúde, deve tentar comer menos calorias lançando mão de alimentos mais saudáveis. Por exemplo, por ser rico em fibras, o pão integral tem maior poder de saciedade que os pães brancos light. Assim, quando comemos uma fatia de pão integral, mesmo que um pouco mais calórica, teremos menos chance de ter fome entre as refeições e acabar beliscando alguma guloseima. Então, se você quer emagrecer e ainda comer um pão mais saudável, a alternativa é unir estas qualidades. Existem no mercado diversas opções de pães ricos em fibras com baixíssimas quantidades de calorias e ótimo sabor. O leite é outro alimento que não perde nada em sua versão mais magra. Ao comparar o integral ao desnatado de caixinha, o segundo é mais saudável, já que contém menor quantidade de gorduras saturadas e menos calorias. Mas lembre-se, o leite C, ao contrário do que alguns pensam, não é mais magro que os leites A e B. A diferença entre eles é principalmente a contagem de bactérias máxima exigida.

 

E por que comer rápido engorda?

Muitas vezes, o segredo do controle de peso não está apenas em saber o quê comer, mas como comer. É só lembrar dos italianos, que consomem carboidrato com bastante frequência, mas não são considerados uma população de gordos, porque comem devagar, curtindo a família, os amigos, o ambiente e não somente a comida. Já os norte-americanos, que são os campeões de venda em produtos light, com baixa quantidade de gordura e carboidratos são os recordistas mundiais em obesidade. E qual a diferença entre estes povos? Uma delas, de muita importância, é o fato de que os americanos criaram o hábito de comer rápido, com os famosos fast-foods. Com isso, a mastigação, que é um dos mais mecanismos mais potentes para indicar a saciedade, ficou prejudicada. Nós precisamos de aproximadamente 20 minutos mastigando para recebermos o primeiro sinal de saciedade, e isso independe do volume ou das calorias ingeridas. Assim, quando comemos rápido, continuamos com fome, e tendemos a procurar mais alimentos. Outra questão importante é que a digestão dos alimentos começa na boca e quando mastigamos pouco, sem qualidade, pulamos uma parte importante deste processo.

 

Consultoria

Fernanda Pisciolaro, nutricionista da ABESO (Associação Brasileira para Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica).

Tel.: (11) 3258-9544
E-mail: nutrigente@gmail.com

 

 
Recomendar Comentar Enviar por email Compartilhar Imprimir
COMPARTILHE NA REDE
ENVIAR POR EMAIL
Matérias relacionadas
Deixe seu comentário
madina comentou às 19h21 em 16/03/2011 responder denunciar

gostei das dicas mas nao sei consigo ou nao porque sou muinto preguisousa a fazer ginastica.obriga

Denunciar abuso no Site

Você está ajudando o Triada a controlar o conteúdo que está violando as políticas de privacidade do site.
Onde está o abuso que você está denunciando?


Adicione um comentário sobre essa denúncia:



Enviar

Obrigado!




  • + Da Semana
  • + Do Mês
  • + Comentadas
Inscreva-se em nossa Newsletter e receba em seu email nossas atualizações.

Twitter

Acompanhe-nos no twitter e fique por dentro das notícias em tempo real!
Siga-nos »
ACOMPANHE-NOS TWITTER ORKUT RSS NEWSLETTER