Tríada - Evolua em todos os sentidos | Corpo - Mente - Alma

Página Inicial » Dinheiro e Carreira » Dicas de economia Organização financei...

Organização financeira familiar

Publicado por Redação em 18/06/2010 às 19h31

Confira dicas-chave, retiradas do livro “Como fazer o orçamento familiar”, de William Eid Júnior e Fabio Gallo Garcia, para garantir a organização e a sintonia da família nos momentos de aperto – e (por que não?) também nos mais folgados

Texto • Redação


 

Conta conjunta: uma boa opção para o casal


Por que vale a pena ter uma conta conjunta?

O principal motivo é a segurança. No caso de um dos dois cônjuges falecer, o outro poderá movimentar o dinheiro sem problemas. Se as contas forem individuais, será necessário um processo de inventário, que pode se arrastar por um bom tempo. Outro motivo é a praticidade. Ter uma conta conjunta significa que ambos podem assumir o pagamento das despesas sem se preocupar com a ausência do cônjuge devido a uma viagem, por exemplo.
 

Quais os principais cuidados que devo tomar?

Um dos problemas mais sérios da conta conjunta é a “solidariedade”. Segundo o Banco Central, no caso de devolução de cheque sem fundos, não interessa quem dos dois o emitiu: o nome de ambos vai para o CCF (Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos). Além disso, antes de começar a utilizar contas conjuntas, discuta em detalhes o que são despesas comuns aos dois e o que são despesas pessoais. Deve ser expressamente proibido utilizar dinheiro da conta comum para gastos individuais.
 

E como definir quem paga o quê?

Se só um dos cônjuges tem renda, não há muito que discutir: ele paga tudo. O problema surge quando ambos possuem renda. Algumas fórmulas são:

Pagamento meio a meio: se ambos têm a mesma receita, é uma boa solução. Do contrário, surgirão conflitos.
• Divisão das contas: cada um paga um grupo de contas. Apesar de simples, não é uma boa ideia. Como o valor das despesas evolui diferentemente ao longo do tempo, depois de alguns meses a proporção inicial que parecia justa não é mais.
• Divisão proporcional do valor: cada um paga uma proporção igual ao que ganha. Pode ser uma solução bastante racional. Se você ganha 70% das receitas da casa, paga 70% das despesas. 



Página 1 de 3
 
Recomendar Comentar Enviar por email Compartilhar Imprimir
COMPARTILHE NA REDE
ENVIAR POR EMAIL
Deixe seu comentário
Divulgação de Sites comentou às 18h06 em 11/06/2011 responder denunciar

Olá queremos oferecer nossos serviços gratuitos de divulgação de sites, publique sua empresa na internet de forma gratuita você também, excelentes resultados sem investir um centavo Divulgação de sites www.divulgacaodesites.net Obrigado,

Denunciar abuso no Site

Você está ajudando o Triada a controlar o conteúdo que está violando as políticas de privacidade do site.
Onde está o abuso que você está denunciando?


Adicione um comentário sobre essa denúncia:



Enviar

Obrigado!




  • + Da Semana
  • + Do Mês
  • + Comentadas
Inscreva-se em nossa Newsletter e receba em seu email nossas atualizações.

Twitter

Acompanhe-nos no twitter e fique por dentro das notícias em tempo real!
Siga-nos »
ACOMPANHE-NOS TWITTER ORKUT RSS NEWSLETTER