Tríada - Evolua em todos os sentidos | Corpo - Mente - Alma

Página Inicial » Espiritualidade » Esoterismo Cabala: uma filosofi...

Cabala: uma filosofia para todos

Publicado por Redação em 05/10/2010 às 15h36

O lado oculto e místico da tradição judaica não está mais restrito a poucos iniciados: a cabala agora é acessível para qualquer um que queira cruzar a barreira entre os mundos físico e espiritual e, com isso, conhecer mais de si mesmo e de Deus. Saiba como

Texto • Carine Portela



Chegará o dia em que todos os seres humanos saberão o que é cabala. Isso é o que diz a profecia de antigos cabalistas, os mesmos que previram que no ano de 1995 (ou 5755, de acordo com o calendário judaico) a humanidade estaria mais receptiva e preparada para compreender essa doutrina. Neste momento, a sabedoria oculta sairia do ostracismo, abrindo-se para qualquer pessoa com disposição a estudá-la – já que, por muitos séculos, somente judeus homens com mais de 40 anos tinham acesso aos textos sagrados da tradição.

Nossa geração cumpre essa profecia, afinal, a filosofia cabalística é cada vez mais divulgada no mundo todo, seja por virar moda entre celebridades ou despertar o interesse de curiosos à procura de algo que esclareça dúvidas existenciais. Mas, para os estudiosos da sabedoria, o verdadeiro motivo do crescente interesse de pessoas das mais diferentes religiões e culturas pela cabala é a humanidade ter chegado a um nível de egoísmo tão elevado que o desejo pela luz e pelo reencontro com Deus se transformou em uma necessidade cada dia mais intensa.

Mas, mesmo em evidência, a cabala não perdeu sua aura misteriosa. Poucos sabem que sua sabedoria não pode ser definida simplesmente como a corrente mística do judaísmo. “É importante lembrar que o judaísmo não é a origem da cabala, e sim o contrário”, explica Luiz Oliveira, um dos coordenadores do grupo de estudos cabalísticos Bnei Baruch no Brasil. Isso porque a cabala, em essência, é o contato entre Criador e criatura. Mais especificamente, é um sistema de adequação do ser humano para que ele possa receber aquilo que o Criador tem para doar, ou seja, o bem absoluto – a palavra cabala vem de “kibel”, que em hebraico quer dizer “recepção”. Há quem afirme que esse sistema é nada menos do que a fonte infinita de sabedoria cósmica, a chave para desvendar os mais profundos mistérios do universo e de toda a existência.

Se a essência da cabala não está associada ao judaísmo, o mesmo não se pode dizer das mensagens ocultas que ensinam os métodos para adquirir esse conhecimento. Quando Deus ditou a Torá (o grande livro do judaísmo, correspondente aos cinco primeiros livros da Bíblia) a Moisés no Monte Sinai, estabeleceu quatro níveis de entendimento para o texto sagrado: peshat, o significado literal, o modo simples da mensagem; remez, que inclui alusões e insinuações alegóricas; drash, a interpretação metafórica mais aprofundada; e sod, o nível mais profundo, oculto e simbólico, em que se inclui a cabala.



Página 1 de 2
 
Recomendar Comentar Enviar por email Compartilhar Imprimir
COMPARTILHE NA REDE
ENVIAR POR EMAIL
Matérias relacionadas
Deixe seu comentário
elieldo comentou às 17h54 em 28/11/2011 responder denunciar

como ser um adepto da cabala ou adiquirir conhecimentos

Denunciar abuso no Site

Você está ajudando o Triada a controlar o conteúdo que está violando as políticas de privacidade do site.
Onde está o abuso que você está denunciando?


Adicione um comentário sobre essa denúncia:



Enviar

Obrigado!




  • + Da Semana
  • + Do Mês
  • + Comentadas
Inscreva-se em nossa Newsletter e receba em seu email nossas atualizações.

Twitter

Acompanhe-nos no twitter e fique por dentro das notícias em tempo real!
Siga-nos »
ACOMPANHE-NOS TWITTER ORKUT RSS NEWSLETTER