Pense positivo e realize seus desejos

Publicado por Redação em 09/11/2010 às 17h05

Para alcançar um desejo por meio da visualização criativa, é preciso imaginar o que se quer. Então, vale a pena aprender, na prática, como criar imagens eficazes e poderosas

Texto • Renata de Salvi e Renata Rossi
 

Quem é que nunca se imaginou em uma praia paradisíaca, sentindo a brisa da manhã, o cheiro do mar e os raios de sol aquecendo o corpo? A sensação causada por um pensamento como esse pode ser tão boa que sempre queremos recuperá-la. E, quanto maior o número de informações e percepções que associarmos a esse “retrato mental”, mais fácil fica para resgatá-lo a qualquer momento. Ou seja: registrar cores, texturas, aromas, sons (e outros tipos de elementos que estimulem os sentidos) faz com que fiquemos mais próximos de nossa realidade imaginária.

Por isso mesmo é que o simples ato de imaginar algo pode ser fundamental quando queremos concretizar um desejo, o que justifica a importância da criação de imagens mentais dentro da visualização criativa. Assim como uma câmera fotográfica captura um momento feliz e essa foto é resgatada quando se deseja lembrar dela, a mente também possui essa capacidade. “O aspecto mais importante da imagem é seu poder de congelar um momento significativo da vida”, explica Elizabeth Mednicoff, psicóloga integral e autora do livro O Poder da Visualização Criativa (Universo dos Livros).

O cérebro é um instrumento poderoso, de mecanismos complexos que, quando bem trabalhados, proporcionam aquilo que se deseja. “A mente tem a capacidade de capturar e produzir imagens com ou sem som, movimento, cor, temperatura, todos os registros que forem essenciais. Dessa forma, a imagem traz o conteúdo para mais perto da realidade, quando pensamos e sentimos”, enfatiza a psicóloga.

A partir das imagens, é feita uma organização mental com muitas histórias que são relembradas, esquecidas, criadas e recriadas, conforme o momento atual e aquilo que se vive. Elas, então, agrupam-se no inconsciente de acordo com afinidades, cores, formas, criando cada vez mais volume e força. Isso explica por que pensamentos bons atraem coisas boas. “Ao saber disso, as pessoas podem gerar imagens semelhantes, focadas em conquistas, vitórias, que beneficiam e transformam a vida”, explica Elizabeth.
 

Abuse da imaginação

Sabe-se, portanto, que a imaginação é indispensável na visualização criativa, tanto a espontânea como a dirigida. É com a ajuda dela que se criam imagens mentais, baseadas na transformação que se deseja alcançar. Mas, afinal, o que é a imaginação? Segundo a doutora Elizabeth, é a capacidade mental que permite a formação, a criação de objetos, de novas ideias e de sensações. E com uma vantagem: essa capacidade pode ser direcionada para alcançar objetivos. “Pensamentos conduzem a sentimentos. Sentimentos conduzem a ações. Ações conduzem a resultados”, salienta a psicóloga.

Por meio dessa regra, é possível decodificar pensamentos, que escondem intenções reais e, assim, criar as imagens mentais com base nessa nova forma de pensar. Sendo assim, a peça-chave de todo o processo é desenvolver a aptidão de transformar imagens mentais negativas em positivas. Mas a psicóloga alerta que, para obter resultado com a visualização, as imagens precisam tornar-se pensamentos automáticos, executados de maneira espontânea, tal como outras ações do dia a dia.

“Depois de um tempo de prática, dirigir passa a fazer parte de nossa vida. Criamos o hábito e nem precisamos mais pensar, simplesmente dirigimos no automático. É como se o fato de saber dirigir tivesse feito parte de nossa vida desde que nascemos”, avalia. Da mesma forma, é preciso que isso aconteça com as imagens mentais.

Para tanto, é necessário estabelecer uma prática disciplinada de modo que as imagens desejadas passem a integrar os pensamentos habituais. Sessões de cinco minutos realizadas duas vezes por dia, todos os dias, é a recomendação para que se atinja o propósito. Os horários mais indicados são ao acordar e antes de dormir, períodos em que se está mais relaxado. “Notei que 21 dias é um período suficiente para que as imagens se tornem comuns ao pensamento”, afirma a dra. Elizabeth.
 

Imagens que influenciam a vida

Todos os seres humanos, assim como animais e plantas, são suscetíveis às emoções. Um exemplo disso é o popular "mau-olhado", uma carga magnética negativa lançada sob a forma de um olhar. Mas, em contrapartida, ao lançar um olhar de amor e carinho, a carga enviada é positiva.

Portanto, mais importante que saber que as cargas de energia podem influenciar o campo energético, é ter em mente que é possível controlá-las. “Essas cargas de energia também são conhecidas como forma-pensamento, o mesmo que nossas imagens mentais”, explica a psicóloga.

Controlar a forma-pensamento é ter consciência de que nosso campo magnético atrai ou repele pensamentos de acordo com o padrão vibratório. “Se vibrarmos positivamente, vamos atrair o positivo. Se vibrarmos negativamente, atrairemos o negativo. O controle está em nossos pensamentos e emoções”, garante a doutora Elizabeth.

 

PARA SABER MAIS

Elizabeth Mednicoff, psicóloga Integral
Tel.: (11) 6605-3166
Site: www.novoequilibrio.com.br
E-mail: beth@novoequilibrio.com.br