20 regras de etiqueta profissional

Publicado por Redação em 16/11/2010 às 19h09

Além de contribuir para melhorar sua imagem, conhecer certas regras da etiqueta profissional pode ajudar a abrir portas na empresa e, consequentemente, impulsionar sua carreira. Para não errar, anote as dicas a seguir

Prazer em conhecer

Texto • Redação



Prazer em conhecer

• Quando for apresentado a alguém, procure memorizar seu nome e fique atento à forma correta de pronunciá-lo. Um deslize ou outro pode acontecer, ma s quem troca os nomes das outras pessoas constantemente passa a impressão de profunda falta de respeito e atenção.

• Nunca diga que uma pessoa trabalha para você. O ideal é indicar a função ou cargo que ela ocupa ou, apenas, dizer que vocês trabalham juntos. Acredite: esse pequeno detalhe faz muita diferença se você quer construir relações mais positivas no ambiente de trabalho.

• Se você encontrar alguém que conheceu no passado, nada de perguntar “não está me reconhecendo?”. Para evitar constrangimentos, a melhor saída é simplesmente dizer seu nome e de onde você se lembra da pessoa.

Figurino impecável

Figurino impecável

• A roupa é o elemento que revela, no primeiro contato, se você está ou não integrado no seu próprio círculo profissional. Capriche no visual todos os dias, pois só temos uma oportunidade de causar uma boa primeira impressão quando conhecemos alguém.

• É importante levar em consideração o segmento em que você trabalha. Os trajes formais ainda são os mais indicados para setores comerciais, jurídicos e financeiros. Já no universo dos jornalistas, arquitetos e publicitários, por exemplo, observa-se maior liberdade.

• Em qualquer circunstância, são proibidos no âmbito empresarial: minissaia, barriga de fora, transparências, bermudas, saias com fendas, decotes audaciosos, tatuagens e piercings em evidência, calças com a cintura baixa demais.

• Para acertar sempre, a regra é ser sempre o mais simples e o mais discreto possível, mesmo no casual day, às sextas-feiras, quando a maioria das empresas libera um visual mais descontraído. 

Alô, alô!

Alô, alô!

• Quando atender uma ligação, primeiro diga seu nome e onde você trabalha. Se foi você quem fez a ligação, pergunte se a pessoa está ocupada e, independentemente da resposta, se ela estiver no celular, seja breve.

• Procure falar sempre baixo, pois a conversa só interessa a você e a quem está do outro lado da linha. É muito comum aumentar o tom de voz quando se fala ao celular, portanto, nessa situação, vale a pena redobrar a atenção.

• Ligações pessoais e telefone celular que não para de tocar, definitivamente, não combinam com ambiente de trabalho. Quando não der para evitar, a regra básica é se comportar com discrição. Nada gestos exagerados ou caretas!

• Ao falar no telefone, concentre-se apenas na conversa. Jamais aproveite o tempo de uma ligação para fazer um lanche, digitar ou dar uma folhear livros ou revistas. Qualquer ruído é perceptível do outro lado e, sem dúvidas, muito deselegante.

• Quando você atende um telefonema, não importa se é para o seu chefe ou para alguém que ocupa um cargo inferior ao seu: anote os recados e mensagens com total atenção. Lembre-se de que você sempre espera que as outras pessoas façam o mesmo por você.

Comemoração nota 10

Comemoração nota 10

• Em festas e confraternizações da empresa, tudo bem tomar bebidas alcoólicas. Mas, por mais informal que estiver o ambiente, nada justifica beber além da conta e acabar comportando-se mal na frente de todos os colegas de trabalho.

• Mesmo que você não esteja com muita vontade de comparecer ao evento, vale a pena pensar duas vezes antes de recusar o convite. Quem não participa de nenhum encontro de confraternização pode parecer anti-social ou mal-humorado.

• Se a festa incluir um almoço ou jantar, siga as dicas: coloque os guardanapos de pano sempre ficam no colo, nunca use palitos de dente e, se possível, evite pratos com muito molho, pois fazem sujeira e são difíceis de comer.

Regras de ouro

Regras de ouro

• Usar as palavras com habilidade é fundamental no mundo corporativo. Para se tornar um profissional respeitado e admirado pelos colegas e superiores, é preciso ficar atento para não cometer erros gramaticais, de pronúncia ou de vocabulário.

• A pontualidade é um dos pressupostos básicos das boas maneiras. Procure sempre respeitar o tempo das outras pessoas e lembre-se que nenhuma justificativa atenua o mal-estar causado por um atraso excessivo.

• Elimine completamente de seu cotidiano as reclamações desnecessárias. Além de não ajudar, elas lhe trazem mais mal-humor e acabam refletindo negativamente em sua atitude com os outros.

• Simples pensamentos e sentimentos negativos sempre acabam transparecendo e deixando a impressão de irritabilidade e grosseria. Se esta não é a imagem que você quer passar, trate de sorrir para a vida e exercite o poder do pensamento positivo.

• Para finalizar, a regra mais importante da etiqueta: trate os outros exatamente da mesma maneira que gostaria de ser tratado. É simples, não exige nenhum esforço e traz apenas resultados positivos. Pode apostar.