Tríada - Evolua em todos os sentidos | Corpo - Mente - Alma

Página Inicial » Yoga » Filosofia Shiva, o deus criado...

Shiva, o deus criador do yoga

Publicado por Redação em 26/08/2010 às 16h57

Desvende todo o simbolismo de Shiva, o deus hindu transformador que criou o yoga e a dança indiana

Texto • Redação

Na mitologia hindu, Shiva simboliza a destruição, a renovação, a transformação. É por meio dele que o mundo e todos nós evoluímos, deixando o passado para trás para dar lugar ao novo. Só poderia partir dele, portanto, a criação do yoga, afinal, esta prática conduz à transformação física, mental e emocional, e rumo à evolução espiritual.

Shiva, que significa “auspicioso”, é também conhecido como o deus supremo (Mahadeva), o pacífico (Shankara) e o benevolente, onde reside toda a alegria (Shambo ou Shambhu).  Assim, defende os desprotegidos e conduz os ignorantes à luz.

Shiva tem várias esposas, chamadas shaktis, que representam a força feminina, consideradas o aspecto feminino do deus. Quatro delas se destacam: Parvati, Umma, Durga e Kali. Parvati é a deusa do amor, jovem, bonita, deu à luz a Ganesha, o deus da sabedoria com cabeça de elefante. Umma representa a maternidade, Durga, a justiça e Kali, a morte.
 

O simbolismo

Shiva é geralmente representado nas ilustrações tradicionais indianas com os seguintes elementos:

Trishula: é arma com que ele destrói a ignorância dos homens. As pontas desse tridente representam as três qualidades da matéria: tamas (a inércia), rajas (o movimento) e sattva (o equilíbrio).

Cobra naja: simboliza a imortalidade e a energia do fogo. As cobras enroladas em seu corpo demonstram que Shiva venceu a morte e é imortal. No yoga, a cobra também representa a energia do fogo, chamada kundalini, que fica na base da coluna e é capaz de ativar os chakras e expandir nossa consciência.

Ganga: no topo da cabeça de Shiva é comum representar-se um jorro de água que alude ao rio Ganges ou Ganga. Segundo a lenda, o Ganges era um rio muito violento e por isso não poderia descer à Terra, porque a destruiria com a força do seu impacto. Então, Shiva para ajudar aos homens, permitiu que o rio caísse primeiro sobre sua cabeça, amortecendo a queda e depois corresse sobre a Terra.

Damuru: é um tambor indiano em forma de ampulheta que segundo o hinduísmo representa o som da criação do Universo que, por sua vez, nasce da sílaba OM. É com o som desse tambor que Shiva marca o ritmo do universo e o compasso de sua dança. Se ele deixar de tocar por um instante, todo o universo se desfaz e só reaparece quando a música recomeça.

Nandi: é o touro branco que acompanha Shiva, seu mais fiel servo. O touro está associado às forças da terra, simboliza a devoção e a masculinidade. Montar o touro branco, significa dominar a violência e controlar sua própria força. Nos templos dedicados a Shiva, Nandi está sempre deitado, vigiando o portão principal e à espera de seu mestre.

Lua crescente: este astro, com suas alternâncias de fases, representa os ciclos da natureza e a renovação contínua a que todos estamos sujeitos. A lua também simboliza nossas emoções. Quando Shiva usa a lua nos cabelos, demonstra que está além das emoções e das variações e mudanças.
 

 
Recomendar Comentar Enviar por email Compartilhar Imprimir
COMPARTILHE NA REDE
ENVIAR POR EMAIL
Matérias relacionadas
Deixe seu comentário
mbt baridi shoes sale comentou às 02h14 em 18/01/2014 responder denunciar

mbt fanaka Shiva, o deus criador do yoga Yoga Filosofia mbt baridi shoes sale http://www.turcyklisterne.dk/mbt-schuhe-kaufen-wien.asp

Denunciar abuso no Site

Você está ajudando o Triada a controlar o conteúdo que está violando as políticas de privacidade do site.
Onde está o abuso que você está denunciando?


Adicione um comentário sobre essa denúncia:



Enviar

Obrigado!




  • + Da Semana
  • + Do Mês
  • + Comentadas
Inscreva-se em nossa Newsletter e receba em seu email nossas atualizações.

Twitter

Acompanhe-nos no twitter e fique por dentro das notícias em tempo real!
Siga-nos »
ACOMPANHE-NOS TWITTER ORKUT RSS NEWSLETTER